sexta-feira, novembro 10, 2006

Lições do Caminho: Coincidências

Hoje resolvi ir até Cascais de comboio.

Infelizmente, como esse não era o meu plano inicial, não fui armada com nenhum livro, mas levava musiquinha no bolso, já dava para adoçar a minha própria companhia.

Ao entrar no comboio decidi que me queria sentra numa janela que me permitisse fazer o trajecto virada de frente do lado em que visse o mar.

Só havia um lugar com estas características livre. Pedi licença ao senhor que se sentava na coxia para passar e agradeci.

Ao colocar-me confortável, procurei uma posição que me permitisse ir de perna cruzada sem incomodar o senhor. Tentei, mas ele sentiu-se incomodado por algum motivo que não percebi qual e a resmungar levantou-se e mudou de lugar.

Fiquei satisfeita, porque o senhor até cheirava mal, embora tenha lamentado momentaneamente não ter ouvido o seu queixume, por estar com os auscultadoers nas orelhas.

Depois de um longo passeio que me levou de Cascais até S. João do Estoril e novamente até ao Estoril, seguido de um outro que me levou do Cais de Sodré até ao Chiado, entrei no metro para ir ter com a minha mãe ao comboio da ponte e não é que o dito senhor se vai preparar para sentar á minha frente?

Ia, mas n sentou. Mais uma vez resmungou e mudou de lugar. Desta vez ainda tentei tirar os auscultadores a tempo ed o ouvir, mas não consegui!

Moral da história: o senhor cheirava mal e também lhe causei repulsa!

Esta moral da história parece-me melhor do que a que reza que se o destino me juntou 2 vezes no mesmo banco com este senhor é proque temos uma missão na vida do outro. A não ser que a minha missão seja manda o senhor tomar um banhinho...

Posted by Marília Pamies - Cake Designer at 6:21 da tarde