segunda-feira, outubro 30, 2006

Oceano Pacífico

Aos 15 anos comecei a ouvir o Oceano Pacífico na RFM.

Não ouvia todos os dias. Os meus hábitos musicais foram adquiridos há muito pouco tempo, com uma das pessoas mais importante da minha existência. Mas por vezes ouvia...

... no início porque passava música calma...

... um pouco mais velhinha, pela fantástica voz do João Chaves.

Aquela voz, fazia-me sonhar.

Imaginava como seria o rosto por trás da voz e por vezes quando a malandrice chegava, como seria aquela voz a sussurrar-me ao ouvido.

Os anos foram passando e eu continuei sempre a achar que aquela voz, era a voz ideal para um homem.

Até que um dia, com esta coisa que é a internet, resolvi ir à página da RFM e tentar deslindar o rosto por trás da voz.

Deslindar é a palavra certa. DES - LINDAR. Não no sentido de esclarecer, mas na sua alquimia.

DES- LINDAR.

É que des-lindei mesmo.

Os anos passaram por mim e por ele também, com a diferença que quando eu tinha 15 anos, ele teria que ser já adulto para poder fazer um programa de rádio nocturno.

Ele não tem culpa de já ser cota. Até há cotas charmosos.

Ele não tem culpa de eu ter vivido a vida inteira num sonho de um principe completamente encantado e isento de defeitos.

Ele passou a ser um SER HUMANO!

A sua voz continua a mesma e o rosto dele certamente também, apesar do peso de 17 anos.

Uma lição aprendi...

The Wonderland é um sitio muito mais bonito que a vida real!


Sem ofensa ao João Chaves. A culpa é da expectativa.

Posted by Marília Pamies - Cake Designer at 7:26 da manhã

2 Comments

  1. Anonymous Anónimo posted at outubro 31, 2006 12:36 da tarde  
    ja todos nos perguntamos em algum momento, quem será a pessoa por trás de uma determinada voz. Ou não?
  2. Blogger Snowgaze posted at novembro 23, 2006 1:22 da tarde  
    As vozes da rádio deviam ser sempre só isso - vozes. Na maior parte dos casos, o que está para lá da voz pode ser uma grande desilusão.

Enviar um comentário

« Home