terça-feira, março 20, 2007

Cabeça no ar

Além dos caracois, tenho a cabeça no ar.

Ontem à saída do cinema andei não sei ao certo quanto tempo à procura do carro no parque de estacionamento.

- Por onde entrou? - Perguntou-me o segurança

- Pela entrada que vem da A5.

- Então está no andar de baixo.

No andar de baixo a mesma coisa.

- Entrou por onde? - Perguntou-me outro segurança

- Pela entrada que vem da A5.

- Então está no sítio certo.

- Disseram-me isso lá em cima, mas sinceramente não encontro o carro.

- Que caminho fez depois de entrar.

- Boa questão essa que me coloca. Sabe aquela história de as mulheres não terem nenhum sentido de orientação? Pois comigo é isso mesmo. Pior, identifico-me com algumas anedotas de loiras.

O segurança não conseguiu evitar rir.

- Está-se a rir? Eu só tenho 2 neurónios, o Tico e o Teco.

Riu-se novamente.

- Vamos lá encontrar o carro.

Como já é comum, sempre que procuro no carro vou carregando no botão da chave que tranca o carro para ver os piscas a picar.

- Ah está ali. Muito obrigada pela ajuda.

- Já viu o que são as mulheres sem os homens?

Sorri e agradeci.

- Até à proxima. - Despediu-se o segurança.

Para a próxima aviso a pessoa com quem estava a falar ao telefone onde deixei o carro. Sempre posso ligar depois e perguntar.

Posted by Marília Pamies - Cake Designer at 6:14 da tarde

3 Comments

  1. Blogger Cristina posted at março 21, 2007 10:32 da tarde  
    hahaha, já me tem acontecido várias vezes, mas também sou uma cabeça no ar, e como tu geralmente acontece-me quando estou ao telefone
    :)
    Uma boa primavera para ti abelhinha
    :)
    beijinhu
  2. Blogger Nuno West posted at março 22, 2007 11:32 da tarde  
    nada que nunca me tenha acontecido.
  3. Blogger Bichodeconta posted at março 24, 2007 8:23 da tarde  
    Gosto dessa, não stres abelhinha , não ~´a a quem não tenha acontecido... Nem que seja só uma vez... Um abraço, ell. Ah eu própria dou comigo a escrever no telemóvel o piso-- a letra a cor...

Enviar um comentário

« Home