segunda-feira, abril 23, 2007

Atrás da Porta

A primeira vez que a ouvi foi na voz de Elis Regina.

Após muito tempo sem a ouvir, brinquei no msn com o Rafael, escrevendo a letra. Ele respondia com o verso seguinte.

Como ele conhecia a versão de Chico Buarque, resolvi partilhar com ele a versão da Elis e fui ao Youtube.

Encontrei esta preciosidade, de arrepiar.






Quando olhaste bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus
Juro que não acreditei
Eu te estranhei
Me debrucei
Sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
Nos teus pelos*
Teu pijama
Nos teus pés
Ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta
Reclamei baixinho
Dei pra maldizer o nosso lar
Pra sujar teu nome, te humilhar
E me vingar a qualquer preço
Te adorando pelo avesso
Pra mostrar que inda sou tua
Só pra provar que inda sou tua...



* como este verso foi censurado, o que foi usado em sua susbtituição foi:
No teu peito

Posted by Marília Pamies - Cake Designer at 9:12 da manhã