sábado, julho 30, 2005

Problemas e caracóis

Hoje foi um dia estranho. Cheio de sentimentos que não sei que nome têm.

Ontém adormeci com enxaqueca e hoje acordei ainda com ela ainda às voltas na minha cabeça como um atentado terrista contra a boa disposição.

A bomba explodiu e a boa disposição, essa era uma miragem.

Dores nos olhos, nos ombros, o peso do Mundo sobre mim...

Mais um analgésico e começam as emoções sem nome a invadirem-me o Ser.

O que sinto?

A Inês aninha-se ao meu colo. O seu radar de emoções diz-lhe que as minhas hoje estão de vibração baça e que é melhor encher-me de mimo. Enrola-se para caber dentro dos meus braços e das minhas pernas dobradas "à chinês". Fica pequena, assim enrolada... quase como se quisesse voltar para dentro do útero.

Dei-lhe beijos até ela dizer que não queria mais, que queria era ver o seu novo filme do Winnie the Pooh, numa aventura com o Hefallump de nome Lumpy.

Vimos juntas o filme em sessões contínuas com os seus dedinhos a enrolarem-se no meu cabelo. Enrola, enrola, enrola... até puxar... desenrola, desenrola, desenrola... enrola, enrola... "Oh mamã, ficou preso o dedo da Inês! Vai buscar a tesoura!"

As crianças têm a fantástica capacidade de resolver todos os problemas. Isentos de preconceitos, de receios de que a ideia é tonta, na sua sua inocência tudo resolvem... mesmo que para isso tenha que sacrificar os caracóis da mãe... o que são uns caracóis cortados comparados com um problema resolvido? Nada...

Inês por ti ficava careca! :)

Posted by Marília Pamies - Cake Designer at 11:05 da tarde

16 Comments

  1. Blogger Agripina Roxo posted at julho 31, 2005 1:44 da manhã  
    abelhinha tens de por óleo nas asinhas para voares e levares a Inês contigo, para juntas encontrarem flores de muitas cores :)
    quanto às dores de cabeça há que não prestar atenção, é o tempo que anda irritado e passa a vida a mexer-se de um lado para o outro :)
    beijinhos com chá de limão para ti e para a tua Inês ***
  2. Blogger Ahraht posted at julho 31, 2005 7:32 da tarde  
    Regressa, leva a Inês...passeiem por lá, ela vai adorar os pombos e os patos e o lago...

    Às vezes prender um pouco o passado é regressar ao conforto do que outrora eram referências seguras... E isso é bom (pelo menos para mim).
  3. Blogger Abelhinha posted at julho 31, 2005 8:20 da tarde  
    Acho que vou aceitar as sugestões.

    Obrigada a ambos.

    Beijinhos com muito mel.
  4. Blogger contadordehistorias posted at julho 31, 2005 9:35 da tarde  
    Abro um enorme sorriso. Fizeste-me lembrar a minha sobrinha. Beijos

    ps: por certo tb se chama inês.
  5. Blogger Dilbert posted at julho 31, 2005 10:08 da tarde  
    Oi abelhinha,
    com uma ternura assim o dia seguramente sabe bem...
    Uma boa semana de trabalho, beijokinhas para ti e para a Inêzita e inté já...
  6. Blogger Dilbert posted at julho 31, 2005 10:44 da tarde  
    Sim Abelhinha...
    pedia-te os contactos de restaurantes que tiveres SFF.
    Obrigadinho, beijokinhas e inté já...
  7. Blogger Mocho Falante posted at julho 31, 2005 11:20 da tarde  
    Com um Domingo assim, não há enxaqueca que vença....

    Sabe bem ficar em casa com quem se ama
  8. Blogger Buddha Breezer posted at julho 31, 2005 11:54 da tarde  
    Aqui se vê o amor na sua forma mais ternurenta, aqui se respira uma futura cumplicidade
  9. Blogger Ahraht posted at agosto 01, 2005 10:03 da manhã  
    Espero que lá tenhas ido.

    São no Panteão Nacional as fotos, sim.

    E não faz mal, inunda o blog p'rái.
  10. Blogger SaltaPocinhas posted at agosto 01, 2005 11:42 da manhã  
    As crianças resolvem sempre tudo! E se lhes apetece ir a chorar pela rua fora vão e pronto...Nós temos a mania de conter o choro e depois aparecem as enxaquecas as ansiedades e essas m**** todas!
  11. Blogger Abelhinha posted at agosto 01, 2005 2:11 da tarde  
    Buddha Breezer,

    Assim espero! O que mais quero na vida é conseuir ter uma relação de verdaeira cumplicidade com a minha filha...

    Saltapocinhas,

    Eu bem tento chorar sempre que me apetece, mas nem sempre é possível, e depois como tu dizes é só dor de cabeça...
  12. Blogger BorboletaDeCanela posted at agosto 01, 2005 2:23 da tarde  
    Quando eu rapei o cabelo, o meu filhote, chorava quando tentava enrolar o seu dedo pequeno nos meus (ausentes) cabelos e dizia:
    - a mamã não tem quicois...
    Nunca mais rapar o cabelo de livre vontade.
    P.s:Fiquei contente de cá vir. Obrigado pela mensagem
  13. Blogger Abelhinha posted at agosto 01, 2005 2:33 da tarde  
    Boboleta de Canela,

    Nem imaginas como fiquei que tivesses cá vindo!

    Beijos
  14. Blogger Vespinha posted at agosto 02, 2005 12:32 da manhã  
    Olá Abelhinha!

    Passeia,vai ver o mar e respira fundo.
    Mas não jogues squash...rsrsrs

    Bj da Vespinha
  15. Blogger Caracolinha posted at agosto 02, 2005 8:31 da tarde  
    Caracóis ???? Disseste caracóis ???? serve uma caracolinha ????

    Sabes que as enxaquecas, das quais também sofro de vez em quando, têm o poder de nos fazer sentir tal e qual como descreves ... mas o melhor analgésico do mundo vive exactamente debaixo do teu tecto e aninha-se ao teu colo ..

    Que linda mais esta partilha ... beijinhos minha querida ~:o)
  16. Anonymous Formiguinha posted at agosto 02, 2005 11:06 da tarde  
    As crianças são mesmo assim :)

Enviar um comentário

« Home