domingo, agosto 07, 2005

Reconciliações com o Passado

Quando se abre a porta do tempo e se faz uma viagem ao passado como a que eu e o Afonso fizemos, corremos o risco de abrir gavetas cheias de recordações e mágoas mofentas, bolorentas do tempo que estiveram fechadas em algum lugar da nossa memória.

Foi muito agradável e comovente a minha conversa com o Afonso. Esclarecemos mal-entendidos que ocuparam as nossas lembranças metade das nossas vidas. Cortamos pontas soltas, resolvemos enigmas que permaneciam por soluccionar.

Será que dissemos Adeus? Será que nos vamos voltar a ver? Será que olharemos novamente nos olhos do outro depois de digerir 5 horas de conversa?

O Tempo o dirá.

Resta-me o consolo de pelo menos ter tido a oportunidade de falar abertamente sobre as feridas e espinhos que estavam dentro de nós.

Mesmo que seja o Adeus, ambos continuaremos o nosso caminho mais leves e soltos, e sem dúvida, de pazes feitas com o passado.

Posted by Marília Pamies - Cake Designer at 5:58 da tarde

15 Comments

  1. Blogger Buddha Breezer posted at agosto 07, 2005 7:25 da tarde  
    A necessidade cada vez mais aguda de ruído só se explica pela necessidade de sufocar alguma coisa.

    Por isso nada como uma boa conversa para arrumar a nossa vida

    BFDS
  2. Blogger Ahraht posted at agosto 07, 2005 11:48 da tarde  
    Abelhinha. A tua oportunidade ainda não acabou... O tempo encarregou-se de duas coisas neste caso. A primeira foi abafada pela segunda, e agora o passado está reconciliado. Agora o próprio tempo fará novamente o que tem que fazer... desde que a lição tenha ficado bem sabida.

    Não desanimes.
  3. Blogger SaltaPocinhas posted at agosto 08, 2005 12:09 da manhã  
    Fizeste muito bem: todas as conversas devem ser acabadas, nem que tenham passado anos. Poupava-se muito sofrimento se falássemos mais e "deduzíssemos " menos...Boa sorte!
  4. Anonymous Anónimo posted at agosto 08, 2005 12:48 da manhã  
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
  5. Anonymous Anónimo posted at agosto 08, 2005 1:04 da manhã  
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
  6. Blogger Abelhinha posted at agosto 08, 2005 10:46 da manhã  
    Bom dia queridos leitores.

    Venho apenas dizer que apaguei 2 comentários deste blog porque eram publicitários, e sem qualquer relevância para as minhas viagens.

    Beijocas
  7. Blogger Icaro posted at agosto 08, 2005 11:03 da manhã  
    Querida Abelhinha

    Fico contente que tenhas tido esse reencontro com o teu passado que afinal esteve sempre presente em ti.

    Todos temos na nossa vida a "nostalgia do que podia ter sido"...eu proprio tive uma relação (que neste caso não foi a 1ª mas sim a 2ª) que gosto de recordar como a minha mais doce namorada. Habitualmente dou comigo a lamentar não ter dado a nós proprios o tempo suficiente para a relação crescer, porque simplesmente sucumbi á nostalgia "facil" de ter perdido a namorada anterior (a 1ª).

    Pergunto-me frequentemente como teria sido a minha vida se tenho "apostado" na 2ª relação em vez de querer regressar á primeira.

    Tive a oportunidade de verificar isso mais tarde num reencontro de verão, mas mesmo aí pairava a mesma sobra edo meu lado e do lado dela tinham surgido sombras também. No entanto, para mal da minha nostalgia, também nesse reencontro de alguns meses ela confirmou ser de uma docura inexcedivel.
    Nunca surgiu uma 3ª oportunidade...a vida separou-nos definitivamente e mesmo quando ocasionalmente nos cruzamos, limitamo-nos a olhar um para o outro sem sequer falar...no meu olhar sei que há ternura e um sorriso. O dela, nunca consegui descodificar.

    Mas a nostalgia tolda-nos o olhar...como eu julgo que toldou ao fazer regressar para a 1ª namorada; como penso que tolda cada vez que me faz perguntar-me se a 2ª namorada teria sido "a tal".
    Porque acima de tudo não podemos perder a lucidez...tanto quanto sentimentos inebriantes como paixão e amor nos possam permitir.
    Que a nostalgia seja uma das variaveis da equação...mas não a unica variavel.
  8. Blogger Dilbert posted at agosto 08, 2005 2:01 da tarde  
    Boa tarde doce Abelhinha,
    Sim, o tempo o dirá e o tempo tudo conserta... as conversas a meio são sempre uma incógnita que nos vai assaltando pela vida... seja qual for o desenrolar das tuas conversas, e pelo que sei (leio) de ti neste teu blog... seguramente a tua vida será bem docinha e meiguinha... está determinado no teu perfil e realçado nos teus Posts... agora mantem o sorrisinho nesse palminho de cara linda tá ? uma moçoila tão doce merece andar sempre feliz :)
    Beijokinhas e inté já...
  9. Blogger Vampiria posted at agosto 08, 2005 5:53 da tarde  
    Abelhinha, para mim, não há nada mais curativo e calmante que uma conversa. Acho que optaram pela via certa: a de falarem e esclarecerem o quer quer fosse que necessitasse de ser esclarecido. E é muito bom chegar ao fim da conversa com leveza, paz de espirito e um sorriso dentro de nós. Quanto mais não seja pela coragem de enfrentar os espinhos de que falas.
    Bjs e boa semana
  10. Blogger Caracolinha posted at agosto 08, 2005 7:49 da tarde  
    Disseste tudo ... o tempo é o melhor remédio ...

    Beijinho Minha Linda ~:o)
  11. Blogger DoDo posted at agosto 08, 2005 9:10 da tarde  
    Obg Abelinha por teres visitado o meu novo espaco.

    Bjinhos pra ti.

    :)
  12. Blogger Vespinha posted at agosto 09, 2005 12:27 da manhã  
    Nada pior que deixar "coisas penduradas",né?

    Fico feliz por ti!

    Bj da Vespinha
  13. Blogger Mocho Falante posted at agosto 09, 2005 12:47 da manhã  
    ora pois, é chutar a bola para a frente porque o passado já lá vai, mas fizeste bem arrumar o assunto porque já sabes, se não resolves a vida encarrega-se de te mostrar o problema mais à frente...foi o que aconteceu
  14. Blogger Desconhecida posted at agosto 09, 2005 12:28 da tarde  
    Que bom que é quando se pode conversar e esclarecer tudo, mas o pior é quando nem isso é possivel!
    Fiva bem
  15. Blogger Wakewinha posted at agosto 09, 2005 7:09 da tarde  
    Eu vou-te dar os parabéns por teres tido a coragem de enfrentar as páginas do teu passado que não tinham ficado interpretadas por completo! Porque nem sempre é fácil... E nem toda a gente tem a coragem de o fazer! Nunca te hás-de arrepender, porque pelo menos tentaste! =)

Enviar um comentário

« Home